Arquivo da tag: conhecimentos

Novas diretrizes para o tratamento de pneumonia hospitalar e PAV

Novas diretrizes que oferecem recomendações baseadas em evidências para a prevenção, diagnóstico e tratamento de pneumonia foram publicadas pela Infectious Diseases Society of America (IDSA) e American Thoracic Society na edição de julho do periódico Clinical Infectious Diseases. As últimas recomendações sobre pneumonia hospitalar e pneumonia associada à ventilação mecânica (PAV) foram publicadas em 2005 e, desde então, novos estudos trouxeram conhecimentos adicionais sobre o diagnóstico e tratamento dessas patologias. Além disso, nos 11 anos que se passaram desde a publicação dessas diretrizes, foram registrados vários avanços na metodologia de diretrizes baseadas em evidências.

Continuar lendo Novas diretrizes para o tratamento de pneumonia hospitalar e PAV

Anúncios

Analgesia e Sedação em Terapia Intensiva – Parte 3

Finalizando nossa análise do eCASH (diretriz de analgesia e sedação centrada no paciente), hoje apresentamos os conceitos do cuidado centrado no paciente e o manejo do sono e mobilização dos mesmos.

Perdeu os posts anteriores? Clique nos links para ler a Parte 1 e a Parte 2! Continuar lendo Analgesia e Sedação em Terapia Intensiva – Parte 3

Analgesia e Sedação Terapia Intensiva – Parte 2

Semana passada publicamos a primeira parte da atualização em analgesia e sedação em UTI. Se você não leu, basta clicar aqui.

Continuando nossa análise do eCASH (diretriz de analgesia e sedação centrada no paciente), hoje apresentamos os conceitos mais atuais de manejo da sedação em terapia intensiva.

Manejo da Sedação:

No eCASH, sedação leve objetiva que o paciente atinja a regra dos 3C: Calmo, Continuar lendo Analgesia e Sedação Terapia Intensiva – Parte 2

Analgesia e sedação em Terapia Intensiva – Parte 1

Os efeitos deletérios da sedação profunda e seu impacto em desfechos desfavoráveis é bem conhecido e estudado. A sedação profunda ainda é amplamente usada em pacientes críticos na terapia intensiva, em parte devido a premissa antiga de que a mesma era necessária para a adaptação dos pacientes aos ventiladores mecânicos.

Com o avanço das tecnologias, no entanto, a necessidade de sedação profunda se tornou cada vez menor, sendo possível hoje iniciar regimes de sedação leve desde o início da terapêutica, com consequente impacto positivo no tratamento e recuperação do paciente.

Pensando nisso, um grupo de intensivistas Continuar lendo Analgesia e sedação em Terapia Intensiva – Parte 1

Interpretação de exames: entendendo os eletrólitos

Os eletrólitos geralmente aparecem em nossas vidas logo no início dos cursos de enfermagem. Como a interpretação dos valores laboratoriais dos eletrólitos é uma parte crucial do planejamento de cuidados de enfermagem, a ênfase que damos nesse post pode ser justificada. Muitos estudantes de enfermagem acreditam que estudar os eletrólitos é chato e sem aplicação na futura prática assistencial, assim como tantas outras matérias durante o curso. No entanto, entender os conceitos básicos do funcionamento do corpo humano nos faz ter segurança suficiente para aprofundar os nossos conhecimentos e entender as mais complexas questões fisiológicas, patológicas, manifestações clínicas de doenças e possíveis complicações que podem surgir durante a assistência de enfermagem. Portanto, começaremos do básico: Sódio, Potássio, Magnésio, Cálcio e Fósforo. Continuar lendo Interpretação de exames: entendendo os eletrólitos

Injúria (ou Lesão) Renal Aguda: resumão

Muitos estudantes e profissionais de enfermagem encaram a Nefrologia como algo “complicado demais para se estudar”. No post de hoje fizemos um resumo rápido e objetivo sobre os principais conceitos em Lesão ou Injúria Renal Aguda (LRA/IRA). Posteriormente Continuar lendo Injúria (ou Lesão) Renal Aguda: resumão

Sondagem nasogástrica: O Que Fazer?

A sondagem nasogástrica (atualmente denominado cateterismo nasogástrico) é um dos procedimentos de enfermagem mais comumente realizados durante a assistência. Quer seja em unidades de emergência, teria intensiva ou clínicas médico-cirúrgicas, a realização desse procedimento requer conhecimento teórico e habilidades práticas.

É de grande importância que o procedimento seja realizado de forma segura, atentando-se para a resposta do paciente e sinais de complicações, tais como tosse ou cianose. Confira abaixo o passo-a-passo do procedimento e algumas dicas práticas a serem utilizadas no dia-a-dia. Continuar lendo Sondagem nasogástrica: O Que Fazer?

Concursando: Vídeo-aula sobre o Código de Ética dos Profissionais de Enfermagem

A Enfermagem é uma profissão comprometida com a saúde e a qualidade de vida da pessoa, família e coletividade. O profissional de enfermagem atua na prevenção de agravos, promoção, recuperação e reabilitação da saúde, com autonomia e guiado pelos preceitos éticos e legais.

Publicado em 12 de Maio de 2007, o Código de Ética dos Profissionais de Enfermagem inclui princípios, responsabilidades, direitos, deveres e proibições pertinentes à conduta ética dos profissionais que forma a grande força de trabalho da Enfermagem brasileira.

Nos vídeos abaixo, Continuar lendo Concursando: Vídeo-aula sobre o Código de Ética dos Profissionais de Enfermagem

Mnemônico para abordagem do paciente crítico: FAST HUG

O mnemônico Fast Hug (as iniciais se referem à alimentação – em inglês, Feeding; Analgesia; Sedação; profilaxia Tromboembólica; elevação da cabeceira  – em inglês, Head of bed elevation; profilaxia da Úlcera de estresse e controle da Glicemia)  corresponde a um meio de identificação e verificação de alguns dos aspectos-chave no atendimento geral de todos os pacientes criticamente enfermos.

Pode ser aplicado em todos os pacientes de qualquer unidade de terapia intensiva (UTI), a qualquer momento. A prática dessa estratégia simples incentiva o trabalho em equipe e pode auxiliar o aprioramento da qualidade da assistência dos pacientes com doença grave. Continuar lendo Mnemônico para abordagem do paciente crítico: FAST HUG

Plano de cuidados de Enfermagem: Angina

Fonte: Incheon Cardiovascular Cluster

Angina é uma dor no peito, de caráter temporário, resultante do fluxo inadequado de oxigênio para o miocárdio. É geralmente descrita como uma “ardência”, “aperto” ou uma sensação de opressão na região subesternal ou precordial. Esta dor pode irradiar para o braço esquerdo, pescoço, mandíbula ou escápula. Normalmente o paciente fecha a mão sobre o peito ou esfrega o braço esquerdo ao descrever a dor, que também pode ser acompanhada por náuseas, vômitos, desmaios, sudorese e extremidades frias.

Continuar lendo Plano de cuidados de Enfermagem: Angina